PRÉMIOS / SELINHOS

domingo, 5 de outubro de 2008

SE A MINHA MUSA CORRER PERIGO...

Que o Sol acabe por se apagar
assim como o lindo luar;
fiquem tão nervosas as estrelas
que o Céu termine por perdê-las;

em chuva intensa e brusca cairão
neste globo oco de podridão.
Queimem todas as flores da Terra
pisadas que já estão de tanta guerra.

Os poetas já descontentes vão partindo
a barba por fazer e de luto vestindo.
Adeus radioso Sol, adeus doce luar
que caiam todas as estrelas e suba o mar;

Que os protões e electrões se desentendam
enquanto os Deuses, rindo muito, merendam
as palavras bonitas que te disse e ainda digo.

Acabem de uma só vez com tudo,
cegue o mundo, ensurdeça, fique mudo
se a minha Musa correr algum perigo.

52 comentários:

Artista Maldito disse...

Sim António, a vida terá sentido sem a Musa da poesia, sem o amor que dela vem, sussurrando palavras, sibilando sílabas ao ouvido do poeta?
Sim, que tudo cesse, enquanto a sua Musa correr perigo...tal como Lancelot, ou o pobre Romeu, que para ele só a morte os voltou a unir.
Parabéns pelo seu novo blog, evidentemente que pelo seu poema também, cujo final justifica tudo.
Beijinhos
Isabel

Tentativas Poemáticas disse...

Muito obrigado Artista Maldito.
A menina senta-se sempre na fila da frente quando há uma estreia. E bem merece o lugar. É bom ouvir e sentir os seus aplausos.
Pena que hoje já não fui a tempo de preparar o cocktail.
Beijinhos com amizade.
António

Rui Caetano disse...

A musas encontram-se no interior de cada um de nós, por isso, nunca se perdem.

Tentativas Poemáticas disse...

Olá caro amigo Rui Caetano
É verdade! Perdem-se umas, outras renascem dentro de nós.
Muito obrigado pelo seu comentário que me alegrou imenso.
Um grande abraço.

Marta Vasil disse...

Obrigada pela visita a Lua com Dona.

tenha sido qual musa inspiradora, eis um lindo bailado de palavras.

E que lindo seria o mar lá em cima e as estrelas cá em baixo!...Talvez assim não se espezinhassem flores nem estrelas!...

MV

Carmen disse...

Olá António,

Que pena:(
Tinha acabado deixar aqui um comentário e afinal parece que não ficou publicado. Agora já não conseguirei reproduzir as palavras originais mas vou tentar (as primeiras impressões são sempre as mais correctas).

Adorei o seu poema.
Espero que a sua Musa jamais corra algum tipo de perigo para que possa continuar a dar-nos prazer com a leitura de poemas tão bonitos. Imagino que seja um homem de grandes amores. Se viver a vida com a mesma paixão com que escreve é com certeza um homem realizado.

Até breve,
Carmen

Paula Raposo disse...

A musa não correrá perigo...adorei este poema!! Beijos.

Tentativas Poemáticas disse...

marta vasil
Bonitas palavras são as suas.
Muito obrigado pela visita.
Beijo com ternura.
António

Tentativas Poemáticas disse...

Olá Carmen
Não sou mulherengo. Tenho 1,75, peso 75 kg, não tenho barriga, mas não sou um bonitão. Mas que sou um homem de muitos amores, isso é verdade. E de muitas desilusões, também. Mas amo as pessoas, porque as compreendo.
Sabe que significado tem a frase que Jesus nos deixou para reflexão (não 'tou armado em padre, tá bem?):
"-Pai, perdoai-lhes, porque não sabem o que fazem!"
Beijinho para si e abraços para todos os Membros da Equipa.
António

Tentativas Poemáticas disse...

Oh Paula
Nem queria acreditar! Que saudades!
Está tudo bem? Tanto tempo sem aparecer na blogosfera.
Como diz o Professor Rui Caetano existem muitas Musas dentro de mim. É pena é não estarem cotadas na Bolsa!...
Beijinho e xi-coração com ternura.
António

BC disse...

Gostei muito do poema António, penso que é uma pessoa com muita sensibilidade poética,uma caracteística importante para se fazer poesia.
"E a sua musa estará protegida, não fosse ela musa"
Abraço
Isabel

Tentativas Poemáticas disse...

Olá Isabel
Eu é que tenho sensibilidade poética, é? Andei a viajar pelo seu blogue e descobri quem é que verdadeiramente tem essa sensibilidade.
"Cada Ser Humano tem dentro de si uma estrela e quando a descobre todo ele brilha". Um beijinho para a Mariana. Livros Favoritos: Os do meu pai, sem dúvida. Então não nos mostra os poemas do seu pai?
Beijo com ternura.
António

Nádia Pinto disse...

Vim visitar o novo blog :)
Obrigada pelo comentário! de facto tem tudo muita imaginação e criatividade junta..
Beijinhos
Nádia

Tentativas Poemáticas disse...

Muito obrigado Nádia
Já sabe que a sua opinião é importante para mim.
Beijinho
António

Paula Raposo disse...

Eu tenho estado presente na blogosfera...talvez não tão assídua na visita de alguns blogs, mas presente. Bjs

Tentativas Poemáticas disse...

A menina faz falta na blogosfera.
Viu como eu senti a sua falta? Os outros é que devem ter vergonha de assumirem a admiração que têm por si.
Beijinhos
António

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava querido António!

Grata pela visita:)

Continue a ler-me que eu não embarco!
:D


Ah...nem corro perigo;)


gostei do espaços:)


Vou linka-lo!


beijinhosssssss

Ao Sabor da Poesia disse...

Olá Antonio

Em primeiro lugar agradecer a tua visita, adorei os teus comentários que são muito significativos para que eu possa crescer na literatura.
visitei os teus blogs e confesso que você é um poeta fantástico com muita inspiração e uma sensibilidade incrível.
Neste poema que li agora destaco este quarteto marcante na totalidade dele...
Os poetas já descontentes vão partindo
a barba por fazer e de luto vestindo.
Adeus radioso Sol, adeus doce luar
que caiam todas as estrelas e suba o mar;

Parabéns por todos...amei visitá-lo

Beijinhos doces

Ao Sabor da Poesia disse...

Olá poeta Antonio

Em primeiro lugar agradecer o carinho da tua visita e comentários, eles são muito importantes para o meu crescimento literário.
Estive a ler os teus blgs e confesso que adorei você é uma pessoa sensível e de muita inspiração em cada um uma mensagem.
Este que li agora está muito lindo e destaco este quarteto que marcou demais a minh'alma....

"Os poetas já descontentes vão partindo
a barba por fazer e de luto vestindo.
Adeus radioso Sol, adeus doce luar
que caiam todas as estrelas e suba o mar;"

Parabéns amigo poeta

beijinhos doces

mundo azul disse...

...o cavaleiro andante, defende sua musa!

Que bonito!!!


Beijos de luz e o meu especial carinho...

Dauri Batisti disse...

Sim, se elas correm perigos os poetas se assustam e escrevem mis. rsrs. Escrevem mais pois que esta será a forma de guardá-las com amor.

Tentativas Poemáticas disse...

se eu fosse uma p....
A menina tem um sentido de humor extraordinário. Muito obrigado pelo comentário. Nem me acreditava que me respondesse!...
Fiquei muito sensibilizado.
Vou continuar a lê-la para a conhecer melhor.
Beijinho com muita ternura.
António

Tentativas Poemáticas disse...

ao sabor da poesia
E que sabor! Se eu fosse poeta diria que sabe a mel, a morango, a tudo o que é doce e que escorrega deliciosamente pelo esófago desses artistas das palavras.
Eu não merecia tanto. Vc é adorável.
Muitos, muitos beijinhos com gratidão.
António

Tentativas Poemáticas disse...

Olá Zélia
Como me ilumina a Alma sempre que deparo com a sua figura azul resplandecente no meu blogue!
Muito obrigado, amiga.
Muitos beijinhos de Luz para si que é a personificação da LUZ.
António

Tentativas Poemáticas disse...

dauri batisti
Pois é, amigo! Unamo-nos para defender com unhas e dentes estas Musas maravilhosas que encantam as nossas vidas.
Fiquei feliz por o receber aqui neste cantinho modesto, que é o meu blogue.
Um grande abraço.
António

Cadinho RoCo disse...

Que as muas fiquem sempre a salvo.
Cadinho RoCo

Pelos caminhos da vida. disse...

Belo poema.

Obrigado pela visita.

Volte!

beijooo.

Rosangela Neri disse...

Oi, simplesmente amei os seus comentários, porém gostaria que visitasse tb o www.maistrinta.com que escrevo sobre vida saudável.
Até para vc fazer comentários sinto a poesia pairando no ar... adoro o seu blog! bjs e espero ficar sempre interagindo com vc.

Tentativas Poemáticas disse...

cadinho roco
Peço perdão por só agora responder. Já o conhecia dos comentários à nossa querida Renata. Desde que me iniciei na blogosfera que tenho vindo a postar comentários a indivíduos do sexo masculino mas, aqui neste Portugal, os homens parece não gostarem lá muito de trocar ideias uns com outros. Mentalidades!
Conheço os amigos João(neo-orkuteiro), Dauri Batisti e da ilha da Madeira o Professor Rui Caetano. Aqui em Portugal apenas dois homens.
Vou ler os seus trabalhos com mais atenção pois os seus textos merecem uma leitura mais cuidada.
Muito obrigado pelo seu comentário.
Irei visitá-lo mais vezes.
Um grande abraço.
António

Tentativas Poemáticas disse...

Olá Ana
Obrigado também pela sua visita. Tenho passado por si mas a menina faz de conta que não me conhece ('tou a brincar). Onde a tenho encontrado? No Brasil, veja lá!
Beijinho grande com ternura.
António

Tentativas Poemáticas disse...

Olá Rosangela
Eu também espero que sim. Fiquei feliz quando a encontrei aqui no meu blogue.
Volte sempre, está bem?
Beijinho com ternura.
António

Bárbara disse...

"Quem presumir, Senhora, de louvar-vos
Com humano saber, e não divino,
Ficará de tamanha culpa dino
Quamanha ficais sendo em contemplar-vos.

Não pretenda ninguém de louvor dar-vos,
Por mais que raro seja, e peregrino:
Que vossa fermosura eu imagino
Que Deus a ele só quis comparar-vos.

Ditosa esta alma vossa, que quisestes
Em posse pôr de prenda tão subida,
Como, Senhora, foi a que me destes.

Melhor a guardarei que a própria vida;
Que, pois mercê tamanha me fizestes,
De mim será jamais nunca esquecida.

Luís de Camões"


Um homem de muitas musas, de muitos amores, ou se calhar, apenas um homem apreciando e desfrutando da beleza de cada mulher...

Tentativas Poemáticas disse...

Definição de mim, por Bárbara, a POETISA madeirense, quiçá a própria Pérola do Oceano:

Um homem de muitas musas
De muitos amores,
E de certeza,
Um homem apreciando
E desfrutando
Da beleza de cada mulher...

Muito obrigado, adorável Bárbara.
Admiro-a, mesmo, muito.
Beijinhos
António

Natália Bonito disse...

Pode até o mundo acabar,
Em suas esquinas tresloucadas
Poderão muitos descansar
Loucuras iradas
Canções por cantar
Esperanças lembradas.

Mas não acabará a mansidão
Dos olhos inspiradores
Daquela musa que veste de sensação
Os poemas libertadores
De rimas em erupção
Estrofes e versos sonhadores,
Escritos de um homem com convicção.

Parabéns pelo poema. Súbtil e intenso. Vertem estes versos a firmação da musa inspiradora que teima em habitar tantos poetas. Seja ela eternamente sua protegida...

Cumprimentos poéticos,

Natália Bonito

Tentativas Poemáticas disse...

Olá Natália
Muito obrigado por me ter vindo visitar e comentar. Sabe, agora quando falo com alguém digo sempre com muito orgulho que tenho duas amiguinhas madeirenses, tão novas e tão talentosas. POETISAS de quem ainda vamos ouvir falar...
Beijinho com muita ternura.
António

Poesias e Canções disse...

Sem "musas",não haveriam poesias ,o exagero de nós mesmos ;nosso brilho não seria brilh ...seria fosco ,sempre roxo ou quem sabe apenas a cortina escura que nos cobre noite;não precisamos que muiitas estrelas a iluminem apenas uma...a nossa estrela...e quando ela está lá;brilha tanto ...é tão intensa que multiplica-se em nossa visão e enchergamos muitas...um céu carregadinho...uma verdadeira explosão...e a estrela cadente que vemos é apenas o amor fazendo galanteios,mostrando sua dança;levando os nossos sonhos e econdendo-os num lugar bem seguro para não serem roubados ,pode deixar um pouquinho de saudades...mas logo logo voltará!
Fique em paz ...sua musa está segura e certamente Deus está acordado cuidando sempre dela!
como você diz:saudações poéticas!

Poesias e Canções disse...

Ah...se as estrelas caírem ...que subam o mar!
Sim que subam!Para acolher as estrelas que as abracem e as levem de volta para iluminar o céu,que rebatam bem fortes suas ondas e as levem de volta prá lá...
pois nem as muitas águas podem apagar o amor,nem mesmo os rios ou mares afogá-lo...O amor tem que estr sempre lá!E se sumir ,é apenas temporariamente para que sintamos dele saudades...musas são eternas como eterno é o amor

Poesias e Canções disse...

Vá no meu blog!Tem uma surpresa prá você!
fique com Deus!

Tentativas Poemáticas disse...

poesias e canções
Muito obrigado pela surpresa. Tão bom!
Também desejo o melhor para si, amiguinha.
Beijo com ternura.
António

Nádia Pinto disse...

Olá António, tudo bem? espero que sim. Fico sempre muito contente com a sua visita, espero que volte sempre! ahh e que me diga o que a amiga budista achou dos meus budas :D
Beijinhos e bom fim de semana
Nádia

Elcio disse...

Poema bom eh poema q rasga a carne do leitor numa antropogafia quase pagã.

Gostei.

www.instantes.blogger.com.br

Coloco esse end pq o google direciona p outro blog...n atual.

Eh isso ai.

BC disse...

Então António, essa inspiração, há quanto tempo não se vêm postagens
novas!!!
Beijos
Isabel

Vieira Calado disse...

Amável, o seu blog!
Cumprimentos

Cristiana Fonseca disse...

Que lindo poema.
Belo.
Abraços,
Cris

Ana Lucia disse...

Olá António!
Maravilhoso seu poema, como os demais...
A vida do poeta está intrinsecamente atrelada a de sua musa inspiradora, de tal forma que sem ela, o poeta não tem vida, não tem rima, não tem clima, perde o rumo, não tem norte...
Convidamos vc a conhecer nosso espaço, sentiríamos honrados com sua presença.
Maravilhoso dia, parabens pelo poema!

http://momentos-de-amor.zip.net/

Bárbara disse...

Irmã de minha doença, de ser aquilo que os olhos não contempla, neste mundo cadaverico fuzilante, apenas palavras em tua boca de ouro e cetim, aquilo qu'alma busca sedenta, de alcançar teus olhos de água nascente, do bendito jardim...

ANJO AZUL disse...

Que belo o seu poema António, que a sua musa possa acariciar o seu ser ao correr da pena e lhe conserve a lucidez poemática, para que em cada novo amanhecer rios de palavras componham a mais bela poesia...
Que a sua musa o toque docemente, para que a escrita flua de dentro de si, como uma enchurrada e a sua alegria seja inspirada pelo pulsar de vida em si, nesta doce magia de se ser amado, tocado e sentido...

Que a sua musa seja guardada por míriades de anjos e o nosso poderoso Deus a abençoe e da mesma forma abençoe o poeta que nela se inspira para pincelar a alma dos que o leêm

Bjos na alma

Sua sempre admiradora e amiga ...

Alice Barros,

para si

Li...

netuno artes disse...

Senhor Antônio, a primeira vez que venho neste espaço das artes das letras, onde penso que o nome tentativa poemática não reflete o real significado, pois para mim isto é poesia pura e não simples tentativa, aqui se encontra um belo trabalho das letras , parabéns pelo talento e veia poetica.
gostaria também de agradecer de coração sua presença no aniversário do meu blog, e ficaria honrado com sua presença mais vezes, asim o convite fica registrado.
Um grande abraço, um abraço de além mar,
um abraço netuniano

ps: a história narrada do senhor seu pai que tambm pintava me emocionou, obrigado pelas palavras

José Marinho disse...

Belíssimo poema. Como está a Isabel. Reeditei há dias um "poema colectivo" no qual ela participou. Não sei se ela gostará de saber; se a pertubar, é melhor não. Tudo de bom para ambos. Coragem!

José

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Querido amigo venho deixar na minha despedida um forte abraço, um beijinho de luz e paz, e desejar as melhoras da sua querida princesa.
Que ela volte rapidamente e restabelecida, abraços fraternos amigos até sempre

MJV disse...

Obrigada António, pela sua visita ao meu blogo...

Homenagem ao Amor!!

Eu também sou grata por tudo
Pelo que tenho, e tenho a certeza
Que gente como eu, partilha meu mundo
Junto de outros seres, na mesma beleza.
Boa Pascoa com muita saúde..
Um Abraço, Joaquina

Maria Silva disse...

Lindo Poema
Beijinhos

Fátima G.